quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

2010.

Acaba o ano e você percebe que viu poucos filmes bons. Leu poucos livros. Dormiu pouco. Trabalhou muito. O dinheiro continua contado. Bebeu muito. Comeu mais carne e gordura do que gostaria. Foi pouco a academia. Gritou mais do que calou. Perdeu a paciência e nem tentou acha-la depois. Ganhou perdendo uns amigos, graças a deus. Fez bons amigos sem nenhum esforço. Apostou que a merda mudaria. Mas nada muda assim fácil. Conheceu coisas novas nos velhos lugares e nas velhas pessoas. Conheceu coisas novas em você. Perdeu grana tentando ficar rico. Amou muito, talvez até mais do que odiou. Perdeu tempo tentando entender o que você não consegue. Se dedicou mais do que deveria às lembranças e às tragédias. Realizou uns sonhos e começou a cultivar outros com um grau de dificuldade muito maior. Adiou planos. Foi derrotado. Venceu batalhas pequenas. Venceu você mesmo.

Acaba o ano e o rock and roll não mudou.
Porém você mudou com ele.

Começa uma nova década e você percebe que o highlight da década passada foi terminar a faculdade.

Pra você que é sempre acompanhado por um outro você, te cobrando e criticando. Apontando as falhas e te jogando na cara as decepções, o drama pessoal é dobrado.

Pessimistas uni-vos. O grande prazer e sabor dessa vida é a surpresa de quando algo com uma cara tão errada acaba dando tão certo.

Acumule bastante coisa ruim. Aguarde os últimos dias de dezembro, e troque tudo isso por uma coisa boa. Aquela surpresa boa. Seja livre, meu amigo. Por que depois dessas férias outra parte desse todo começa. E nessa hora eu queria ser otimista… mais que qualquer outra coisa.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

E como é esse “pra sempre”?

- se eu fizer isso é por que tenho a certeza que é pra sempre.
- e como é esse “pra sempre”?
- ué pra sempre… até morrer mesmo sabe?
- ah sei. que é que você vai fazer saindo daqui?
- não sei. acho que nada…
- se você não consegue responder minha pergunta referente a daqui 2 minutos, como é que quer vir me falar dos seus planos “pra sempre”?

_________

e só de cogitar algo eterno, eu fico aterrorizada.
te peço: me salve das certezas, do planejado.

pra sempre gente, só uma coisa: o amor.
penso que amor não exige presença física.
penso que amor nada exige.
por isso é pra sempre